Pagamento em cheque – 6 cuidados que se deve ter ao aceitar pagamento em cheque na sua loja

1

Pagamento em cheque – 6 cuidados que se deve ter ao aceitar pagamento em cheque na sua loja

pagamento em cheque – Hoje em dia, a maioria das pessoas costuma fazer seus pagamentos em dinheiro, cartões de débito ou crédito, mas há ainda aqueles que não gostam ou não querem trabalhar com os meios eletrônicos de liquidação de contas, preferindo usar os clássicos cheques. O grande problema para os empreendedores é que essa modalidade de pagamento é uma das mais arriscadas, porque está sujeita a fraudes e a circunstâncias de inadimplência simplesmente imprevisíveis — como no caso em que o emitente não tem fundos no banco de onde o beneficiário pretende sacar a quantia devida, por exemplo. Mas o que pode ser feito para diminuir os riscos ao se optar por receber pagamento em cheque em seu estabelecimento comercial? Quer mesmo saber? Então confira agora mesmo nosso post e deixe as dores de cabeça e os rombos no caixa totalmente no passado:

Peça os documentos do cliente

No Brasil, os principais documentos de identificação de uma pessoa física são o Registro Geral (RG) e o CPF. O comerciante pode, inclusive, pendurar um aviso na parede da loja, informando aos clientes que só vai receber cheques com a devida apresentação de determinados documentos — afinal, o empreendedor não é obrigado por lei a aceitar pagamento em cheque. Tendo em mãos a identificação da pessoa, será possível analisar se é ela mesma quem está assinando o cheque, reduzindo, assim, as chances de fraude.

Consulte previamente o Serasa

O Serasa Experian é uma empresa privada que presta serviços de consulta ao seu enorme banco de dados, que contém sinalizações de pessoas que estão devendo na praça ou que são maus pagadores. São os famosos negativados no mercado. Com uma rápida pesquisa desse tipo, o lojista pode se precaver muito melhor contra situações em que o cliente não tenha crédito suficiente para pagar pelas mercadorias ou serviços que está comprando. E, como bem se sabe, a prevenção é, muitas vezes, o melhor remédio.

Faça um cadastro de clientes

A inclusão do nome, do telefone e do endereço da pessoa em seu cadastro de clientes facilita que, no futuro, ela seja encontrada, caso ocorra algum problema com o pagamento em cheque. Dessa forma, você terá os principais dados de contato do cliente em mãos, descomplicando enormemente a busca pelo inadimplente.

Consultas cnpj

Consultas cnpj

Analise as condições físicas do cheque

Evite receber cheques que estejam rasurados, muito riscados ou de difícil leitura, com marcas e manchas que possam atrapalhar a percepção de seu conteúdo. O mesmo vale para cheques que apresentem aspecto muito envelhecido, pois a pessoa poderá estar utilizando uma ordem de pagamento referente a uma conta que já está encerrada ou inativa, por exemplo.

Vale reparar também na lateral do cheque. Se ela for serrilhada, isso demonstra que o papel foi destacado de um talão, tendo, assim, mais chances de ser verdadeiro. Caso contrário, as chances de que o documento seja falso ou clonado são bem maiores. Na dúvida, entre em contato com o respectivo banco emissor.

Evite aceitar cheques de terceiros

A não ser em casos específicos, de pessoas que sejam seus parentes ou muito íntimas e confiáveis, fuja do recebimento de cheques assinados por terceiros. Se já é complexo ter certeza de que o cheque do cliente tem fundos e é válido, imagine de uma outra pessoa que nem está ali para que você verifique sua situação creditícia e analise seus documentos, não concorda? Igualmente, nada de trocar os cheques por dinheiro para as pessoas que batem à sua porta com essa proposta, viu?

Observe o comportamento do cliente

Confira se o cheque foi corretamente preenchido e se a pessoa anota valor e data no canhoto do documento. Isso vai mostrar que, provavelmente, a pessoa tem um mínimo controle sobre suas finanças, o que pode demonstrar que aquele dinheiro vai, de fato, existir em sua conta corrente.

Certamente, se o dono do negócio oferecer diferentes meios de pagamento para sua clientela, as oportunidades de venda serão maiores. Porém, ele não precisa arcar com o risco de receber os pagamentos de quem não lhe pareça confiável, não é mesmo?

Agora comente aqui e nos conte: você aceita pagamento em cheque em seu estabelecimento? Faz a consulta ao Serasa antes de receber o documento? Já teve algum problema com inadimplência por não adotar essas medidas de prevenção? Compartilhe suas experiências conosco e participe da conversa!

 

pagamento em cheque

pagamento em cheque

 

 

 

 

Consulta cnpj

consulta cpf

Compartilhar.

1 comentário

  1. marcelo Donizete moreira em

    Precisava de um representante ligue p mim no intrese da recarga celular . entrar em contato…011-980704928ou998739189ou947829604nextel…esperando ligação ……..

Deixe o seu comentário